Visualizar
Loading...

sexta-feira, 27 de abril de 2012

FOTO ILUSTRATIVA
IPATINGA – Um assalto no começo da noite desta sexta-feira, terminou com um homem, morto, em uma loja da avenida Carlos Chagas, no bairro Cidade Nobre em Ipatinga. Outro assaltante se entregou, depois de tentar fazer reféns.

No assalto, segundo as primeiras informações, uma dupla chegou em uma motocicleta Honda furtada. O ataque que terminou em morte foi na loja Boundless, da Avenida Carlos, número 431. 

No ataque à loja os assaltantes usaram a motocicleta Honda Twister placa MWX-8418, de Ipatinga. A Polícia Militar informou que os dois assaltantes, ambos de posse de arma de fogo, desceram da moto, invadiram a loja e logo fizeram o gerente de refém. Pegaram em seguida R$ 1.500 em dinheiro do cofre e algumas notas de dólar.

O que se sabe até o momento é que uma equipe da Polícia Militar passava pelo local e soube do assalto. Com a chegada da Polícia, um dois assaltantes, o que estava com o dinheiro, apontou a arma para o policial e acabou morto com um tiro.

O outro, embora estivesse armado também, decidiu se entregar. A perícia da Polícia Civil caba de chegar ao local do crime e levantará a identidade do assaltante morto.

Diario do aço.

Assalto termina em morte no Cidade Nobre

Dupla armada invade loja, mas assalto acaba frustrado pela ação rápida da PM
Wôlmer Ezequiel/ DIÁRIO DO AÇO
I018575.jpg
Um empregado da loja foi ouvido por militares após viver momentos de tensão. O suspeito Frederico Mendes (detalhe) foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia


IPATINGA – Um assalto no começo da noite dessa sexta-feira (27) terminou com um homem morto no interior de uma loja na avenida Carlos Chagas, no bairro Cidade Nobre, Ipatinga. Um segundo assaltante se entregou, depois de ter feito um empregado da loja de refém.

A dupla Frederico Mendes da Costa, 26 anos, e Naim Lucas Loures de Assis, 18 anos, chegou em uma motocicleta furtada, a Honda Twister de placa MWX-8418, Ipatinga. A ação, que terminou com a morte de Naim Lucas, foi na loja Boundless, na avenida Carlos Chagas. A Polícia Militar foi acionada via 190 por um dos comerciantes da rede de comércios protegidos, próximos da loja, que percebeu a ação dos assaltantes.

Os assaltantes chegaram armados de revólveres, desceram da motocicleta e invadiram a loja. Após renderem um funcionário, eles pegaram R$ 1.183 em dinheiro do cofre, seis cheques no valor total de R$ 1.126 e US$ 15.

O cabo PM Reginaldo Rodrigues da Costa passava pelo local no momento do crime, quando foi acionado pelo rádio. “Ao entrarmos a loja estava vazia, e repentinamente a vítima e Naim Lucas vieram na minha direção. O assaltante ameaçou matar o refém se a polícia não se retirasse do local. Em seguida ele posicionou o revólver em minha direção e acionou o gatilho por duas vezes, mas a arma não disparou. Nesse momento chegou o reforço da PM, que num lance rápido disparou na direção do rapaz”, explicou.

Segundo o tenente Lindon Jonhson, durante o trabalho de negociação com o outro assaltante, o suspeito Frederico Mendes decidiu se entregar, foi preso e em seguida encaminhado para a Delegacia Regional de Polícia Civil em Ipatinga.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e constatou inicialmente duas perfurações no corpo de Naim Lucas, sendo uma no antebraço esquerdo e outra no peito. O corpo de Naim Lucas, com quem estava o dinheiro roubado, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal em Ipatinga.
O suspeito Frederico Mendes da Costa não quis dar declarações à imprensa, mas afirmou que iria se manifestar somente em juízo.


Assalto em loja no Cidade Nobre termina em morte 
AKR 
Os bandidos chegaram à loja Boundless, na Avenida 
Carlos Chagas, Bairro Cidade Nobre, numa moto 
furtada

IPATINGA - Um roubo malsucedido terminou com a morte de um assaltante, no começo da noite de ontem, na Avenida Carlos Chagas, Bairro Cidade Nobre. Segundo informações preliminares ele seria Naim Lucas Loures de Assis, 18 anos, morador da Rua Umuarama, Bairro Caravelas. O segundo assaltante, Frederico Mendes da Costa, de 26 anos, morador da Rua Graviola no Bairro Limoeiro, foi preso.





AKR
O assaltante morto pela polícia seria Naim Lucas 
Loures de Assis, 18 anos, morador da Rua 
Umuarama, Bairro Caravelas.

O alvo dos assaltantes era a loja de roupas Boundless. Os dois assaltantes teriam chegado ao estabelecimento numa moto Honda Twister, placa MWX-8418 de Ipatinga, que teria sido furtada na noite da quinta-feira (26), no bairro Imbaubas. Armados de revólveres calibre 38, eles invadiram o estabelecimento, e obrigaram um dos vendedores a abrir o cofre, agredindo-o com coronhadas na cabeça e nas costelas. Foram roubados cerca de R$ 1500 em dinheiro, além de cheques e algumas notas de dólar. 



AKR 
Em um de seus braços havia uma tatuagem com o nome Lucas e no outro os dizeres “Justiça Divina”De acordo com o tenente Johnson, a Polícia Militar teria sido informada da ação, enviando três viaturas para o local. Rapidamente a polícia cercou a loja, ainda com os assaltantes dentro dela. Ao perceber a chegada da polícia, os assaltantes teriam feito duas vendedoras como refém. Um deles, que seria Nair Lucas, apontou a arma para polícia, acionando o gatilho duas vezes, mas a arma não teria disparado. A polícia reagiu, alvejando-o. Ele morreu ainda no local. Em seu corpo o perito Gilmar Miranda encontrou três perfurações de arma de fogo, uma no tórax duas no braço. Os valores roubados estavam em seus bolsos. 

AKR 

Frederico Mendes da Costa, de 26 anos, morador da 
Rua Graviola no Bairro Limoeiro, se entregou à polícia 
e foi preso

Assalto termina em morte

Ataque a uma loja na avenida Carlos Chagas, no bairro Cidade Nobre, termina com um morto. Outro assaltante se entregou.

Wôlmer Ezequiel / DIÁRIO DO AÇO

A área onde o corpo estava caído foi isolada 
e a arma estava debaixo do pé de Naim Lucas
O perito Gilmar esteve no local e liberou
corpo para o IML
Atualizado às 18h35
IPATINGA – Um assalto no começo da noite desta sexta-feira, terminou com um homem, morto, em uma loja da avenida Carlos Chagas, no bairro Cidade Nobre em Ipatinga. Outro assaltante se entregou, depois de tentar fazer reféns.

No assalto, segundo as primeiras informações, os suspeitos Naim Lucas Loures de Assis, 18 anos, e Frederico Mendes da Costa, 26 anos, chegaram em uma motocicleta Honda furtada. O ataque, que terminou com a morte de Naim Lucas, foi na loja Boundless, da Avenida Carlos, número 431.

Wôlmer Ezequiel
No assalto à loja os criminosos usaram a motocicleta Honda Twister placa MWX-8418, de Ipatinga. A Polícia Militar informou que os dois assaltantes, ambos de posse de arma de fogo, desceram da moto, invadiram a loja e logo fizeram o atendente de refém. Pegaram em seguida R$ 1.183 em dinheiro do cofre, cheques e algumas notas de dólar, que foram recuperadas.

O que se sabe até o momento é que uma equipe da Polícia Militar passava pelo local e soube do assalto. Com a chegada da Polícia, Naim Lucas, que estava com o dinheiro, apontou a arma para o policial e acabou morto com um tiro.

Já o suspeito Frederico, embora estivesse armado também, decidiu se entregar. A perícia da Polícia Civil caba de chegar ao local do crime e levantará a identidade do assaltante morto.

ASSALTANTE É MORTO EM LOJA DO CIDADE NOBRE

Naim Lucas foi alvejado depois que ameaçou atirar contra polícias militares

DIÁRIO POPULAR
Corpo de assaltante é retirado na loja Boundless, na avenida Carlos Chagas, no bairro Cidade Nobre (Crédito: Nadieli Sathler) 

IPATINGA – Um assalto à mão armada registrado na loja de roupas Boundless, situada na avenida Carlos Chagas, acabou em morte no final da tarde de ontem (27). O assaltante Naim Lucas L. de Assis, de 20 anos, foi morto depois que ameaçou atirar contra policiais militares que chegaram ao local e frustraram a ação criminosa. 
O outro assaltante que manteve o gerente do estabelecimento sob a mira de um revólver por 30 minutos acabou se entregando. Frederico Mendes da Costa, de 26 anos, morador do bairro Limoeiro, foi preso depois de se render. 
Ao que tudo indica, os criminosos já estavam saindo do comércio quando foram surpreendidos pela PM. Tanto que o assaltante morto tinha em seu poder dinheiro e cheques, provavelmente oriundos do caixa da loja.
O tenente da Polícia Militar, Lindon Johnson Toledo, foi quem convenceu Frederico a liberar o refém com a garantia de manter a integridade física do jovem e atendimento médico para o seu comparsa baleado.
Uma ambulância do SAMU já esperava o fim das negociações para entrar no estabelecimento e realizar os primeiros socorros a Lucas. Contudo, o assaltante não resistiu e acabou morrendo ainda no local.
“A arma usada por Lucas no assalto tinha dois cartuchos picotados. A princípio, foram feitos disparos pela arma do assaltante. Ele tentou atirar, mas por algum motivo a arma não disparou”, disse. 
Os dois assaltantes entraram no estabelecimento por volta das 17h10. Uma pessoa que passava pelo local percebeu a movimentação e acionou a Polícia Militar. A primeira viatura que chegou ao local deparou com os bandidos ainda no interior da loja.

LEGÍTIMA DEFESA
“O policial agiu em legítima defesa. Ele se sentiu ameaçado e por isso revidou. Ao perceber a presença da PM, o assaltante ameaçou atirar e por isso foi baleado. Mesmo depois de ter seu comparsa alvejado, o outro assaltante continuou mantendo o gerente como refém. Então assumi as negociações até garantir que tudo ficasse calmo”, pontuou o tenente.
Lucas foi atingido por um disparo de arma de fogo que transfixou (entrou e saiu) seu antebraço esquerdo. O mesmo tiro acabou alojado na altura do peito. O criminoso morto residia no bairro Caravelas.

DINHEIRO E MOTO
No bolso da calça de Lucas, a perícia da Polícia Civil recolheu R$ 1.183 em dinheiro, seis folhas de cheques no valor de R$ 1.126 e ainda quinze dólares. No interior da loja, também foram recolhidos dois revólveres e os capacetes usados pelos criminosos. 

Ainda segundo informações da Polícia Militar, foi recuperada a motocicleta usada pelos criminosos. O veículo placa MWX-8418 havia sido tomado de assalto na manhã de ontem (27), no bairro Bom Retiro.

CERCO
De acordo com o capitão Luiz Antônio, quando a primeira viatura da PM chegou ao local, deparou com os autores dentro da loja. Os autores perceberam a ação dos militares e usaram uma das vítimas como refém, sob a mira de um revólver.
“Um segundo autor (Lucas), que estava no fundo da loja, não percebeu a ação da PM. Ao se dirigir para a frente da loja, saiu ameaçando atirar contra o militar, sendo necessário ao policial atirar antes que fosse alvejado. O outro permaneceu numa situação, a princípio, de não agressão. Esse não foi alvejado e acabou preso e levado para o posto policial do bairro Iguaçu”, detalhou.
O militar disse ainda que os dois jovens já atuavam no mundo do crime, inclusive a moto usada por eles era roubada. Nada chegou a ser levado da loja.

SIGILO
“A denúncia foi feita por um anônimo. Fazemos questão de não registrar o seu nome para preservá-lo. O comunicado foi feito dentro de uma estratégia desenvolvida pela PM, chamada Rede de Vizinhos Protegidos. As pessoas estão atentas à movimentação no bairro. Essa pessoa da comunidade nos proporcionou essa informação privilegiada”, revelou.
Assim que a informação chegou ao conhecimento da PM, foram direcionadas para a avenida Carlos Chagas uma unidade Grupo de Ações Táticas (Gate) e as viaturas responsáveis pelo patrulhamento no bairro.
“Chegamos frações de segundos depois que o assalto começou e deparamos com os autores dentro da loja. É bom que comunidade saiba que a PM deu crédito a essa informação”, destacou Luiz Antônio.


Assaltante coloca refém sob a mira do revólver: ele se rendeu após 30 min de negociação


O capitão Luiz Antônio e o tenente Johnson chegaram à loja logo após a entrada dos bandidos

Um comentário:

  1. Em seu corpo operito Gilmar Miranda encontrou três perfurações de arma de fogo, uma no tórax duas no braço. Os valores roubados estavam em seus bolsos. leio isso acho muito estranho porque da três

    ResponderExcluir

O espaço de comentários do blog são moderados.